DEMOCRACIA Y JUSTICIA

DEMOCRACIA É NOSSO LEMA!
JUSTIÇA É O NOSSO PROPÓSITO
A PAZ O NOSSO OBJETIVO.!

LA DEMOCRACIA ES NUESTRO LEMA
LA JUSTICIA NUESTRO PROÓSITO
LA PAZ NUESTRO OBJETIVO!

quinta-feira, 31 de março de 2016

POR QUE DEIXEI DE SER IZQUIERDISTA. (Para meus amigos Petistas para que não digam que não avisei das flores).

 
Logo que triunfou a guerra contra o Ditador Anastasio Somoza, na Nicarágua, sai da empresa privada para trabalhar para a Revolução Sandinista  na Estatal Direção Geral de Construções , braço administrativo financeiro do Ministério da Construção, encarregada das construções das obras do Governo. Fui levado por um amigo,antigo militante Sandinista, que conhecera no meu emprego anterior e que ao igual que eu lutamos contra a ditadura e agora estávamos disposto a oferecer nosso suor para a reconstrução do pais destruído na guerra fratricida.
 Tinha 19 anos , e ao igual que todo jovem da época, levava nas veias um turbilhão de fervor revolucionário com a esperança de ajudar a construir uma nova Nicaragua, mais justa, democrática, socialista e livre, depois de meio século da ditadura militar Somocista. Trazia no currículo o fato de ter sido dirigente estudantil e ter sido preso e torturado por duas vezes pela Policia Política Somocista (hoje virada Policia Orteguista do novo ditador, desta vez de esquerda).

Logo nos primeiros dias, tive que me deparar com os novos colegas de trabalho dividido em dois grupos. Os antigos funcionários de carreira, a maioria Somocistas (para ser funcionário publico tinha que ser afiliado ao Partido de Somoza como ocorre hoje com o Partido de Ortega, o  Frente Sandinista de Liberacion Nacional, FSLN), que conheciam como a maquina funcionava, e os novos, jovens inexperientes como eu,  mais que participaram na luta pela libertação e estavam dispostos a servir a Revolução. Como poeta, logo de inicio comecei a organizar o Departamento Politico Cultural que entre outras coisas ligadas a nova arte revolucionaria,se encarregaria da “conscientização político-ideológica” dos colegas remanescentes do Somocismo. Eu junto com os outros jovens revolucionários, fustigávamos “os velhos Somocistas”, na tentativa de faze-los mudar de ideologia. Dentre deles se encontrava um Senhor de uns 60 anos de idade, chamado Humberto Ausbert, que tentava me convencer do contrario, de que eu era quem estava errado e que um dia saberia desta verdade. Este velho colega de trabalho, anos depois, quando descobrira a verdade e a perseguição política tinha começado, me escreveu um bilhete profético,  antes do meu exílio, me aconselhando a “largar o mastro podre do navio afundado no meio do mar agitado e nadar rumo a liberdade”. Eu guardo esse bilhete ate agora!

Logo nos primeiros meses depois do triunfo, os dirigentes da Revolução, lançaram a Campanha Nacional de Alfabetização, seguindo o método do Brasileiro Paulo Freire. Foi uma coisa de outro mundo!. Universidades e Escolas de ensino Medio fecharam para que os estudantes “voluntariamente” fossem “alfabetizar” os nossos irmãos camponeses nas montanhas. O pais parou para iniciar a maior mobilização nacional depois da guerra.No meu caso, que era trabalhador urbano, me  oferecia para alfabetizar os  operários da construção que trabalhavam nas obras do Governo. Isto se fazia depois do expediente, a noite, no mesmo canteiro de obra onde se improvisavam quadros negros, giz, lugar para sentar, lápis e a já preparada Cartilha de Alfabetização, que depois vim saber, foi editada e doada por Cuba.  
Aos Sabados, nos alfabetizadores, éramos preparados por “técnicos” que nos davam as orientações de como deveríamos de fazer para "tirar da escuridão da ignorância" ( o que depois chamaria de “lavagem cerebral”) aos nossos irmãos analfabetos.As cartilhas foram preparadas de maneira que as primeiras l palavras levassem a mensagem ideológica do FSLN. Explico melhor: quando chegava a vez de formar palavras e frases, estas eram direcionadas a fazer propaganda politica ideologica do Partido e da Revolução Popular Sandinista e seus dirigentes. Por exemplo, quando chegava a palavra com a letra "F" o alfabetizando aprendia a palavra "FRENTE" quando era a palavra "S" Sandinista e assim por diante. Apesar de ter percebido a lavagem cerebral, não reclamei pois achei normal , sendo eu Sandinista, Ex-Guerrilheiro Marxista Leninista de carteirinha. Porém meses depois aconteceram dois fatos que mexeram com a minha Consciência e me fariam virar um “Contrarrevolucionário ou Reacionário”.
Eu também era um jovem dirigente político e ajudei a formar os Conselhos de Defesa Sandinistas, (copia dos Conselhos de Defesa da Revolução de Cuba) no meu bairro que eram os "olhos e ouvidos da Revolução" e que tinham como objetivos organizar a população , identifica-la , distribuir o alimento racionado, fazer proselitismo político e sobre tudo vigiar e denunciar aos que não forem a favor da Revolução. Tinha a carteirinha do Partido que me catalogava como tal e por tanto tinha acesso a lugares onde a população normal não tinha. E foi num desses lugares que fui convidado por uma companheira Sandinista. Uma festa que se realizava numa luxuosa mansão de um Ex General Somocista que tinha fugido durante a guerra, onde se davam as bem vindas aos “nossos irmãos Socialistas Internacionalistas” que vinham de fora para apoiar a Revolução. Dentre deles alguns do Brasil pertencente ao Partido dos Trabalhadores e ao Partido Comunista Brasileiro. Cabe lembrar que acabáramos de sair duma guerra que destroçou  a nossa  economia, e onde se dizia que os Somocistas tinham saqueado os cofres do Governo. Racionavam-se os alimentos básicos e até o papel higiênico, e os trabalhadores em vez de salário recebíamos cestas básicas.  Depois de devidamente identificado, adentrei na mansão, e fui logo abordado por um garção que perguntou que tipo de Whisky eu preferia para beber e cigarro para fumar. TUDO IMPORTADO! Enquanto isso, extra-muro o povo sofrido passava fome!

O outro fato que me levou a deixar de ser de esquerda, foi que começaram a aparecer na minha escrivaninha, notas fiscais de uma suposta obra do Governo que levava o nome do Ministério do Interior. Meu trabalho na Contabilidade consistia em separar, catalogar e somar os gastos de cada obra. Comecei a me deparar com gastos fora do comum , de itens importados do tipo tapetes do Irã, equipamentos para piscina térmica e outros luxos mais supostamente para a construção do recém criado Ministério do Interior, que seria mas tarde a repressiva e temida  Policia Secreta Política do regime. Depois fiquei sabendo que na realidade era uma reforma de uma mansão para o Ministro do Interior,Tomas Borge, um dos fundadores do Frente Sandinista de Libertação Nacional (FSLN, que diariamente nos seus discursos atacava a burguesia e seus modos de viver.
Não sei se foi coincidência ou foi Deus que providenciou, no Sábado subsequente, na reunião de lideres, foi abordado como tema da próxima lavagem cerebral :“abrir mais um buraco no cinto do trabalhador” pois a nossa Revolução estava passando por uma crise sem precedente, culpa do Somocismo, do Imperialismo Americano, e o nosso faminto povo deveria de estar preparado para sofrer mais racionamentos de alimentos. Abro um parêntese. Eu tenho um grande defeito que não consigo tirar: Não fico calado nem quieto perante injustiças! Fecho parênteses. Tomei a palavra e reclamei dizendo que  seria uma imoralidade da minha parte falar  para um trabalhador da construção que não recebia salário há meses , somente cesta básica e ainda RACIONADA, que teria que  passar mais necessidades enquanto os Comandantes da Revolução  se davam vida de Burgueses, bebendo e comendo do bom e do melhor, e se dando luxos que eles mesmo condenavam. Falei que estava parecendo real o  Romance Satírico “ A REVOLUÇÃO DOS BICHOS” de George Orwell onde se narra coisa parecida.

Foi ali  que começou a minha desgraça ou a minha salvação. Um companheiro, apelidado de cobra, um sujeito franzindo, feinho, sem sobrancelhas (tal vez ahi o apelido) que nunca nos acompanhava nas nossas saídas de fim de semana, tudo mundo pensava que era Gay,  sujeito estranho, quase não falava com ninguém, desta vez se manifestou.Irado e berrando e com os olhos esbugalhados e espumando pela boca,  se levantou da cadeira e me apontando o dedo em riste gritou que ele já vinha me observando as minhas atitudes pequeno burguesas (eu que trabalhava desde os 13 e aos 15 já era independente e morava pobremente com a minha mãe num quarto) e contrarrevolucionárias, que eu era um  reacionário, inimigo da Revolução e agente da CIA! Esta grave acusação poderia me levar imediatamente a prisão e a tortura novamente e na pior das hipóteses ser fuzilado como traidor da Revolução. GRAÇAS A DEUS, um dos Engenheiros da obra que estava na reunião pois também era voluntario alfabetizador, tomou coragem e saiu na minha defesa, corroborando  a minha denuncia de que estaria sendo construída com recursos públicos a mansão do Ministro Tomás Borge, e mais, cheia de luxos que nem os Generais de Somoza se dariam.

Devido ao meu passado revolucionário, não me demitiram, nem prenderam, e nem me fuzilaram, mais fui transferido do Depto de Contabilidade, onde trabalhava com conforto e ar climatizado, para um deposito de grãos cheio de ratos e baratas, quente, fétido e sem ventilação. O meu amigo Aquiles Montoya, meu Chefe Imediato, que me levou para trabalhar para o Estado,  não pode fazer nada em meu favor pois a punição “vinha das altas esferas”. Um ano depois a Providencia Divina me trouxe para o Brasil em 1981. A Nicaragua desde então sofreu nova guerra fratricida, um periodo curto de Democracia e hoje esta governada por uma ditadura de esquerda, familiar corrupta,pior que Somoza, virou o segundo pais mais pobre da America Latina e o que tem mais milionários na America Central.,E  tudo apoiado pelo PT do Brasil só porque é de ESQUERDA.  

Com isto chego a seguinte conclusão para que mes amigos PTistas reflitam:

1- Nao existe sistema Politico e Ideologico (nem Religião) que te faça ser melhor perante a tua Consciencia. A Reforma Moral-Espiritual é ÍNTIMA!

2- Em todas as Revoluções Socialistas que eu conheço, sempre existem os "porcos" que o visionario escritor George Orwell delata no seu romance "a Revolução dos Bichos" que são os que levam a melhor parte enquanto a massa ignorante que o apoia fica na pobreza.

3-  A Democracia e os Direitos Humanos são os que mais sofrem sob estes regimes de esquerda que se autodenominam "democráticos".

4- Estes regimes  fazem com que os ignorantes confundam a Merda com a Pomada, i.e, Partido com Pátria. Milhares de jovens morreram como carne de canhão, no Serviço Militar Obrigatório para defender o Partido FSLN, mais eles acreditavam que estavam "defendendo á pátria da agressão Imperialista".

5- Estes regimes de esquerda se perpetuam no poder a base de lavagem cerebral dos mais jovens e dos mais ignorantes, da corrupção , do autoritarismo e o medo e sempre deixam um rastro de cadáveres na sua história perversa. 

6- Estes regimes tem facínoras espalhados em outros países que tentam, implantar este modelo nas suas próprias pátrias em nome de um socialismo fictício.

Para nao dizer que nao AVISEI das flores!

terça-feira, 22 de março de 2016

A FALTA DE AGUA







REFLEXÕES AMBIENTAIS E EXISTENCIAIS  NO DIA MUNDIAL DA AGUA
(SÓ DAREMOS VALOR A ÁGUA, QUANDO O POÇO SECAR) Tomas Fulber.
Nos meus 55 anos de vida, nunca pensei que iria a passar por uma crise de falta de água.  Apesar de ter acompanhado as mudanças climáticas no Brasil e no mundo , e a crise hídrica em outros estados e cidades, ate há pouco tempo atrás jamais imaginara que iria a sofrer as mesmas necessidade do precioso líquido que via pela TV . Eu já lera anos atrás sobre as profecias do Médium Adormecido, Edgard Cayse de que o mundo iria a passar por grandes mudanças climáticas .Quando a falta de agua estava na Região Sudeste, e bem antes de que chegasse aqui no Sul da Bahia, eu já economizava água de varias maneiras que comentarei  a seguir.
Tentarei colocar algumas observações tiradas de artigos e reportagens sobre o assunto , só para relembrar .

1-      A Agua esta cada vez mais escassa, por que esta chovendo menos ,(em torno de 40% segundo especialistas) ; pela alta concentração demográfica nas metrópoles, e principalmente pela falta de PREVIDENCIA, pois as pessoas NÃO  se preocuparam em economizar o precioso liquido e preservar suas fontes mananciais.

2-      A situação é IRREVERSÍVEL, ou seja, pode voltar a chover,como esta acontecendo em algumas regiões, porém o clima do planeta não vai voltar a ser como antes. Isto vem sendo avisado pelos especialistas desde a década passada.

3-      Com a falta de chuva sobe tudo, começando com  a energia elétrica, pois a maior parte dela provem de hidrelétricas que precisam de água para funcionar.  A alternativa das usinas termoelétricas  são mais caras o que aumentaria os custos de produção. A água mineral já aumentou assim como a água dos caminhões pipas vindo de outras regiões pois a água salobra que sai das torneiras não e potável . A maior parte dos  alimentos que consumimos dependem da chuva, não tendo, diminui a produção o que eleva o preço.

4-      O QUE FAZER? Ao meu ver, primeiramente pedir PERDÃO a Deus e aos elementares que cuidam da natureza e especificamente a água, pelo mal uso, pelo descuido, e pelo desperdício dela. Segundo cuidar das nascentes, reflorestando o que restou, cuidando das matas ciliares, etc. Terceiro: Criar Politicas Públicas audazes e imediatas para mitigar o diminuir o impacto da falta de água , sejam construindo represas, sejam dando descontos para quem economiza e multando para quem desperdiça , como vem acontecendo em São Paulo.  Também incluir imediatamente no curriculum escolar, matéria OBRIGATÓRIA, sobre Educação Ambiental e Sustentabilidade para a sobrevivência das  futuras gerações. E Quarto, começar a economizar água, não importando se a sua cidade ou região esta ou não passando por seca. Cada cidadão tem que fazer a sua parte, mudando de hábitos tais como:

Ø  Tomar banho rápido e colocar uma bacia para reaproveitar a agua para lançar na privada ou lavar a calçada ou pátio, como eu faço.
Ø  Fechar a torneira enquanto lava os dentes , faz a barba e lava a louça (Eu adaptei um dispositivo onde a água é ativada através de um pedal ligado a uma bomba de água). Também reaproveito  ou reciclo a agua que fica retida na pia pelo uso de um tampão na mesma.
Ø  Aproveitar a água da chuva através de tubulações conectadas as calhas dos tetos. Filtre e ferva se necessário para cozinhar e fazer café.(Eu guardo em garrafas Pets de 2 litros de refrigerantes)
Ø  Não lave carros, calçadas, pátios desperdiçando água. Use uma franela com um balde água para lavar seu meio de transporte e as calçadas e pátios reutilize a água da chuva ou a que sobrou do banho ou das outras situações acima descritas.
Ø  Economize energia elétrica pois ela depende da água como foi dito.
Ø  Reclame do seu vizinho se este não tiver consciência e estiver desperdiçando o precioso liquido.

E que DEUS tenha MISERICORDIA DE TODOS NÓS e do que FOI chamado um dia de  Planeta Agua. !
Para não dizer que não AVISEI  das flores!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

CONTO DE NATAL MÍSTICO





Estava tudo muito belo naquela pequena cidade do interior. A prefeitura enfeitara as ruas com lâmpadas coloridas em  alusão ao Natal que estava prestes a chegar. Flores de diversas espécies e cores foram plantadas no coração da praça onde se repintaram os bancos que serviam de descanso para os caminhantes,  recanto para os namorados  e santuário perene dos mendigos.
A pequena praça possuía como monumento um soldado carregando um fuzil, erguido em homenagem aos expedicionários que o Brasil enviou durante a Segunda Guerra Mundial,  e que, em vigília permanente, olhava fixo para o leste onde as pessoas subiam pela única rua que dava acesso ao único meio de transporte que chegava na cidade: O trem Zé fumaça. 
Existia a lenda de que o velho feiticeiro da cidade, o qual todo mundo achava demente e que escrevia estranhos símbolos no asfalto no começo de cada estação, teria realizado um feitiço fazendo com que  a massa de cimento adquirisse “Energia Espírito”, de maneira que pudesse ter o dom de enxergar o coração dos imigrantes e estranhos que chegavam a cidade . Quem trouxesse dentro de si algum mau propósito ou má intenção a ser cometido contra algum membro do povoado era expulso da mesma a golpes de coronhadas pelo espírito do eterno guardião. Estava tão arraigada a superstição que os assaltantes preferiam as cidades vizinhas para cometerem seus crimes e também a prefeitura, por via das dúvidas, mandava  lavar o esterco dos pássaros dos olhos frios da estátua a cada manhã para que o soldado pudesse melhor manter a sua guarda.
                   
   Num dos bancos da praça, José estava sentado, deprimido, ruminando sobre as provações que enfrentara no ano que terminaria  assim que virasse as folhas do calendário dentro de poucos dias. Fez uma retrospectiva de tudo que tinha tentado para resolver seus problemas ao longo dos últimos anos de sua vida: cartomantes, seitas e religiões das mais variadas, centros espíritas,  Umbanda e Quimbanda e  todas as bandas de anjos e demônios que existiam na região.
Tudo em vão! Olhando para o soldado de pedra sentiu-se também petrificado na sua vontade de resolver as coisas que o atormentavam . Comparou o peso da arma do soldado com o peso da sua já quase insustentável cruz que vinha carregando há muito tempo. Só não se suicidou por que sabia pela literatura Espírita, que o suicídio além de nada resolver, acarretaria um pesado Karma a  pagar pela covarde decisão.  Encontrava-se no auge do seu devaneio quando, sentou-se ao seu lado, o velho feiticeiro que começou a fitá-lo insistentemente. José percebeu que estava sendo observado e virando-se um pouco de lado quis evitar o olhar obstinado de tão estranho personagem. Este, suspeitando da iminente fuga daquele, foi direto ao assunto:-
_Eu sei onde podes encontrar a solução paras teus  problemas_ Uma onda de calafrio  percorreu a espinha de José indo  parar no couro cabeludo lhe arrepiando os cabelos. Olhando desconfiado para o velho, respondeu-lhe grosseiramente: _ E quem  disse ao senhor que estou com problemas?  E ademais, quem não os tem? O velho sem tirar o olhar profundo,respondeu :_ Sei que a maioria das pessoas, para não dizer todas, os tem, afinal as provações e sofrimentos fazem parte da Vida.. Porém, posso observar que as tuas estão causando graves prejuízos ao teu organismo. _
E como o senhor sabe?_ perguntou José, ainda em tom ríspido e desconfiado. _ Mergulhando no interior do teu corpo através das tuas pupilas. É o que modernamente chamam de “iridologia”. Mas deixa isso prá lá . O que importa é saber se estás interessado em achar  alguém que TE AJUDE A TE AJUDAR. José  não sabia mais o que pensar. Seria o velho realmente louco como comentavam? ou seria realmente um bruxo, como outros sustentavam.? Finalmente após refletir, decidiu seguir o conselho de uma voz vinda não sabia de onde, que lhe dizia: - Vá em frente, ao final de contas não tens nada á perder_.
   -Está bem, seu... como é seu nome mesmo?  Noelio. Podes me chamar assim” respondeu o velho. _ Está bem seu Noelio onde haverei de achar esse alguém que irá me ajudar?- No Morro do Chapéu-! respondeu o velho..  José deu uma risada sarcástica ao mesmo tempo que dizia para sim :“ só essa me faltava”!. O que estou fazendo aqui falando com um velho maluco, no meio da praça, quase ao meio dia e ainda marcando encontro no Morro do Chapéu” - Se decidires ir em frente e acreditar, espero-te na ladeira do morro as sete horas da noite ”. Tchau!  O velho Noelio levantou-se do banco e sumiu assim tão rápido como apareceu.

 O “Morro do chapéu” como a maioria o chamavam, era uma imponente montanha que se erguia num vale na divisa do município vizinho. Tinha a forma de um chapéu  daí o seu nome. Misteriosas luzes eram vistas em noites de lua cheia tanto no interior da montanha como algumas vindas do céu. Corriam boatos que bruxas e bruxos se reuniam para realizarem seus rituais, alguns para fazer o bem, outros para fazer o mal. José , na hora combinada, lá estava sentado numa pedra ao lado da ladeira que dava acesso á  montanha. O crepúsculo oferecia uma aquarela fenomenal, porém ele estava alheio para ver tamanha beleza naquele horário de verão.Estava mergulhado nos seus pensamentos que também lhe diziam que estava ultrapassando a linha divisória entre a sanidade mental e a loucura,sentado esperando por estranho personagem num lugar ermo, quando sentiu alguém às suas costas. Virou-se , e lá estava Noelio, com um sorriso largo, mostrando os poucos dentes que ainda lhe restavam na boca. José olhou para o relógio. Marcava sete da noite em ponto!
Subiram o íngreme morro. A lua cheia servia de farol e durante a subida, José foi  conhecendo toda a sabedoria que haviam naquele velho. Se falou sobre o Bem e o Mal, sobre a Vida e sobre a Morte, sobre Ego e Alma, sobre Carma e Reencarnação, sobre Destino e Livre Arbítrio . Das mensagens de Amor, Fé e Esperança que 0 Menino que em breve nasceria no coração dos cristãos, tinha legado para a humanidade. José  percebeu  como tinha sido surdo e cego espiritualmente, assim como o orgulho, o egoísmo e a cobiça no coração humano tinha causado tantas guerras e sofrimentos! O manto azul-escuro do céu já abrigava as pequenas e cintilantes estrelas quando chegaram  na entrada de uma gruta escavada nas rochas . Lá de cima  dava para  olhar as luzes da cidade  e as pessoas com  tamanho de formigas percorrendo frenéticas as ruas do comercio para comprar  os presentes do Natal que iria chegar no dia seguinte. Que bela vista -pensou- - Bom, chegamos!_ falou Noelio. Deverás  ficar aqui a noite toda em estado de meditação. Acende esta vela e procura ficar olhando para ela o maior tempo que for possível. Amanhã as sete da manhã virei te procurar. – Noelio, tirou uma vela de 7 dias cor violeta e um isqueiro  de um velho saco que trazia nas costas e despediu-se com um abraço.
José  procurou um lugar onde se acomodar, afinal iria ficar a noite toda em estado de oração e meditação. A noite de verão estava bem agradável no morro com uma suave brisa e a lua cheia iluminando como um gigantesco holofote. Pegou a vela e acendeu, colocando-a sobre uma pedra num lugar ao abrigo do vento, bem na sua frente. Sentou-se  ajeitando as costas na parede da caverna, encolheu as pernas, apoiou o queixo nos  joelhos e em posição quase fetal começou a sua viagem interior sempre olhando para chama da vela. Mergulhou dentro de sim e  a escuridão que tomava conta do seu subconsciente começou pouco a pouco a se dissipar. Isolou-se completamente do mundo exterior, do suave barulho do vento e do intermitente estrilar  dos grilos Foi entendendo as causas de tantos sofrimentos e “azares” que tomavam conta da sua vida. Entendeu que pela Lei do Carma da qual o Noelio tinha lhe falado, era ele o único responsável por tudo que estava sentindo. Compreendeu melhor que a Lei Cósmica de Causa e Efeito, não era somente uma lei da física senão uma lei que regia a existência de todos os seres vivos e que ninguém estava isento dela. Mas também soube da Lei da Compensação pois  fora recompensado pelo bem que nesta e outras vidas fizera. Veio á tona da sua consciência a Lei Aurea do Menino Jesus que advertira aos homens: “ Façam aos outros o que gostariam que os outros fizessem para você" 
 Agora estavam somente Ele e seu Eu interior, Ele e Deus!. Lembrou-se da frase que lera há muito tempo que dizia “Em algum lugar, em qualquer tempo indefectivelmente haverás de te encontrar contigo mesmo, e somente de ti depende que sejam as mais amargas de tuas horas ou teus momentos melhores”.
     Meu Deus! como tenho estado fugindo de mim mesmo! Quantas máscaras para me esconder! -pensou. Nesse instante começou a sentir uma onda de suave calor invadir-lhe o plexo cardíaco que foi subindo para a cabeça. O coração começou a acelerar.  No começo se apavorou pensando que seria um infarto ou derrame, mas depois acalmou-se à medida que a onda se espalhava suave e deliciosamente por todo seu corpo. Num momento inefável sentiu que todo o seu ser se fundia com o Tudo. Entrou num êxtase maravilhoso indescritíveis em palavras humanas. Sentia-se transportado e desintegrado em milhões de partículas quânticas a milhares de kilometros de distancias em frações de segundos . A  sensação era de Paz , Amor ,Alegria e  Êxtase ao mesmo tempo. Ele que já tinha experimentado todas as drogas ilícitas, o efeito de nenhuma delas igualava  a maravilhosa sensação do momento.  Depois essa onda arrebatadora foi diminuindo pouco a pouco e seu cérebro passou a emitir ondas alfas deixando-o numa deliciosa letargia. José acabava de experimentar um ORGASMO CÔSMICO!
Depois de algum tempo, retornou paulatinamente a seus cinco sentidos objetivos, e o  seu coração foi se  acalmando.
Nesse instante  Ele apareceu. Era um velho com o rosto parecido com o de Noelio, de longa cabeleira e barba branca. O seu olhar doce e profundo parecia atravessar-lhe a alma como uma espada. Empunhava  um cajado com um estranho símbolo na extremidade superior que já tinha visto em sonho. Vestia um longo manto branco envolto por resplandecente luz. A primeira coisa que lhe veio na cabeça foi : PAPAI NOEL! Mais depois de refletir, este era um ser diferente, quase um fantasma! A partir do momento que os olhares de ambos se cruzaram, fora lhe dado a conhecer as respostas de todas as suas duvidas existências. Sua vida presente e passada fora lhe apresentada em sucessivos flashes, ora em forma de  slides, ora em forma de  filmes em questões de segundos.  Sentiu pela primeira vez a existência da parte Espiritual do seu ser. Soube nesse instante que não era somente um corpo de carne e que existia dentro dele um Ser originalmente Puro e Divino, que o vinha acompanhando desde o despertar dos tempos.Sem precisar de palavras compreendera que o Ser que  ali se materializava, o advertira sobre os seus “descaminhos”. milhares de vezes, ao longo das suas sucessivas existências na terra,  Quanta dor e lágrimas teria evitado se tivesse ouvido as palavras de Amor e Sabedoria  que esse Mestre Interno lhe ditava diariamente, de ano em ano e de reencarnação em reencarnação.Por um instante  lágrimas começaram  a escorregar pelo rosto iluminado do Ser  Parece que com a força do olhar houvera troca de pensamentos, refletindo a dor que o Ser sentia pelos seus desacertos. Nao houveram palavras, somente pensamentos e sentimentos. Seguidamente houve uma explosão de emoções retidas no subconsciente de José durante séculos. Ele  chorou compulsivamente ...aquele choro “ vindo do fundo da Alma”. Passado algum tempo, foi se acalmando  e caiu em sono profundo.

 As sete em ponto de uma bela manhã foi acordado com um perfume  agradável  lhe invadindo as narinas. Abriu os olhos e viu o sorriso desdentado do velho Noelio que o observava com um ar de alegria enquanto fazia círculos concêntricos ao redor da sua cabeça com uma vareta de incenso. O velho bruxo, só pelo olhar de José sabia que ele tinha se libertado dos fardos  que carregava ao longo dos anos. Pode finalmente ver naquelas pupilas que a Luz da Verdade,  tinha entrado e dissipado as trevas do sofrimento e ignorância às quais se achava acorrentado. Também entendera que ele não iria  precisar mais da sua ajuda pois encontrara um amigo verdadeiro que iria a guiá-lo e acompanha-lo sempre  José  retribui o sorriso com outro cheio de Alegria, Paz e Esperança ; virou-se no chão que fizera de cama, e deu um último e  profundo  suspiro, fechando os olhos, deixando estampado no seu rosto um agradável e suave sorriso . A sua Alma retornara liberta e leve á Pátria Celestial. Na cidade abaixo se ouvia musicas natalinas e na cidade acima  um coral angelical acompanhava seu espírito cantando: “Gloria a Deus nas alturas , e PAZ na terra aos homens de Boa Vontade!